BandCamp - Música Independente!
Bandcamp!
Site do Vagner Pitta: Acervo de jazz: discos e fotos!
Site do Pitta
Siga-nos no twitter: dicas, vídeos, links gerais sobre música!!!
Twitter/Siga-nos!
Confira todos os links que indicamos no Farofa Moderna Links!
Best Albums
Facebook do Vagner Pitta
Grupo no Facebook
Last.Fm - Playlists de Vagner Pitta
last.fm - Playlists
Confira nosso acervo de vídeos!!!
Great Videos!
contato.vagnerpitta@hotmail.com
OBS: Produtores, músicos, escritores e outros que quiserem divulgar no Blog Farofa Moderna, consultem nossas políticas na página ABOUT US e contate-nos.
Para uma melhor visualização do blog, use o navegador Google Chrome/To better view the blog, use the Google Chrome browser

Welcome to Blog Farofa Moderna! Search bellow:

Highlights: ensaios, lançamentos, curiosidades, posts mais lidos e etc

Música Erudita!
Eric Dolphy
Eletronic+Jazz!
London Improvisers
Hamilton de Holanda
Mario Pavone
Lançamentos!
Max Roach!

Views since May/ 2010

Translate

James Farm, a nova banda de Joshua Redman, Aaron Parks, Matt Penman e Eric Harland!!!


Da esquerda para a direita: Matt Penman, Joshua Redman, Aaron Parks e Eric Harland -- Foto: Jimmy Katz

Eis que urge, da nata do jazz, uma das mais novas bandas representante do post-bop contemporâneo: James Farm. Formada pelo saxtenorista Joshua Redman, pelo pianista Aaron Parks, pelo contrabaixista Matt Penman e pelo baterista Eric Harland -- alguns dos mais aclamados músicos dos últimos anos, portanto --, a banda recebe esse nome em função das iniciais dos nomes dos seus integrantes -- e convenhamos, jazzófilos, que configura-se, aí, um quartetão e tanto, heim?! A banda foi formada em meados de 2009 e teve sua estréia no palco do Montreal Jazz Festival deste mesmo ano. Agora, em 26 de Abril de 2011, a banda estará lançando seu primeiro disco, um homônimo pela excelente gravadora Nonesuch: inclusive, a NPR (National Public Radio ou Rádio Pública Nacional dos EUA) concedeu, em sua sessão chamada "First Listen", uma audição gratuita do álbum, na íntegra -- ôceis não podem deixar de ouvir isto!!! Não há nada de tão revelador neste trabalho ou algo inovador que os jazzófilos mais antenados já não tenham ouvido, mas adianto a todos: trata-se de uma excitante e mui contemporânea  amostra de como o mainstream do jazz está se trajando,  de como o jazz americano tem evoluído até o presente momento  -- neste caso, influências contemporâneas do pop, rock, neo-soul, folk, música eletrônica, dentre outras, são amalgamadas em um post-bop de temas agradáveis e claros, mas com grande foco na amplitude da improvisação, na plenitude do fraseado contemporâneo. "James Farm is where we pool our collective knowledge, let run the best of our ideas arising from our varied musical influences, while acknowledging substantial common ground—a love of jazz, a fascination with song and structure, an obsession with groove, and a receptivity to contemporary influences. A band where we can be creative composers and improvisers, in step with the rhythm of the times, constantly evolving." -- resume o contrabaixista Matt Penman: ou seja, James Farm é uma banda que, basicamente, une a paixão do jazz (acústico), o fascínio pela canção bem estruturada e a mente aberta para grooves contemporâneos que expressem a variedade de rítmos da atual pós-modernidade. Embora os quatros músicos nunca tivessem tocado juntos antes da formação do quarteto, o destino permitiu que eles já tivessem tido afinidade através de outras bandas e outras gravações: Joshua Redman, Matt Penman e Eric Harland já tocavam juntos no emblemático octeto San Francisco Jazz Collective; enquanto que o pianista Aaron Parks, o mais novo da banda, já solicitara Matt Penman e Eric Harland para compor a cozinha da banda que gravou seu disco de estréia, o excelente Invisible Cinema, lançado pela Blue Note em 2008. Formada em caráter colaborativo, James Farm é um exemplo de banda na qual seus membros são co-líderes, ou seja, eles dividem os créditos, há temas e arranjos compostos por cada um deles. Segue, abaixo, a capa, a sequência de faixas do álbum e o link para ouví-lo na íntegra. Ouçam porque é de grátis, mas o é por poucos dias!!!


James Farm (Nonesuch, 2011)

Ouça aqui, via NPR

1 - Coax (Matt Penman) 7:09
2 - Polliwog (Joshua Redman) 8:22
3 - Bijou (Aaron Parks) 4:16
4 - Chronos (Aaron Parks) 8:58
5 - Star Crossed (Joshua Redman) 7:15
6 - 1981 (Matt Penman) 8:50
7 - I-10 (Eric Harland) 4:31
8 - Unravel (Aaron Parks) 5:52
9 - If By Air (Joshua Redman) 6:53
10 - Low Fives (Matt Penman) 7:01

Um comentário:

fabricio vieira disse...

O Joshua Redman não costuma me empolgar muito. Apenas para ficar nas "cercanias sonoras", aprecio muito mais o Branford Marsalis. Mas esse disco de estreia do James Farm está realmente bem bom, com alguns momentos contagiantes (destaco 'Coax', 'Chronos' e 'Star Crossed'). E o Aaron Parks está inspiradíssimo!

Outros Excelentes Sites Informativos (mais sites nas páginas de mídia e links)